.Bem-vindo a Portugal no seu pior
Portugal não é só um país de maravilhas. Anda por aí muita coisa a precisar de arranjo: nódoas urbanísticas, atentados ao ambiente, estradas perigosas, poluição, espécies ameaçadas, etc. O "Tal&Qual" conta consigo para apontar as aberrações a precisar de acção mais rápida. Neste blog, pode consultar as escolhas de alguns convidados, indicar as suas, comentar, debater e até votar. Ajude-nos a chamar a atenção para o que está mal.
.Aberrações recentes

. Quarteira vence “As Grand...

. "O meu estádio é bonito"

. André Sardet

. Arons de Carvalho

. Paulo Andrade

. Adolfo Luxúria Canibal

. Fernando Negrão

. "Ninguém mexe no ninho"

. Leonel Moura

. Anthímio de Azevedo

. Miguel Relvas

. Polémico e estranho "piri...

. Isaltino Morais

. Teresa Caeiro

. Carlos do Carmo

.Arquivos
.tags

. todas as tags

.Outros locais pouco recomendáveis
Sexta-feira, 27 de Julho de 2007
Joanaz de Melo

Dirigente do grupo ambientalista Geota e professor universitário na área da Engenharia do Ambiente

1. Ponte Vasco da Gama pela má relação custo/benefício. Adiou 15 ou 20 anos a resolução do problema da travessia do Tejo.

2. Alqueva, pela má relação custo/benefício. O projecto tem virtudes, que é o controlo sobre o Guadiana, mas também aspectos negativos, uma vez que se trata de um projecto insustentável do ponto de vista económico e ecológico, baseado num conceito dos anos 50.

 

3. Os chamados projectos de interesse nacional usados para pôr em causa as regras de ordenamento do território, em que um dos exemplos é o Projecto Costa Terra, no litoral alentejano. A explicação de que um projecto é bom porque nele vão ser investidos vários milhões é uma má abordagem.

 

4. Três grandes áreas urbanas e suburbanas, pelos maus exemplos de ordenamento do território:

Área Metropolitana do Porto, a faixa litoral centro do Algarve e a Área Metropolitana de Lisboa

 

5. A destruição dos solos do Alentejo com as chamadas Campanhas do Trigo que decorreram na época do Estado Novo, mas cujos efeitos perduram e perdurarão ainda durante alguns séculos. O cultivo intensivo de cereais no interior do Alentejo, em terrenos não apropriados, roubou, nalguns casos, um metro de altura dos solos.

 

6. O projecto da barragem do Baixo Sabor, o único rio selvagem em Portugal. Este projecto foi “vendido” com o argumento de que evitaria a emissão dos gases prejudiciais ao efeito de estufa. Em termos económicos é ruinosa. Se o que se iria gastar, fosse investido em equipamento para poupar energia, permitiria uma poupança 10 vezes superior.

 

publicado por talequalmente às 12:42
link do post | comentar | favorito
.Não fique calado!
Faça perguntas difíceis. Apresente as aberrações que conhece. Discuta e faça sugestões. Disponha sempre do nosso mail: equipatalequal@sapo.pt
.Procure aqui a sua aberração preferida