.Bem-vindo a Portugal no seu pior
Portugal não é só um país de maravilhas. Anda por aí muita coisa a precisar de arranjo: nódoas urbanísticas, atentados ao ambiente, estradas perigosas, poluição, espécies ameaçadas, etc. O "Tal&Qual" conta consigo para apontar as aberrações a precisar de acção mais rápida. Neste blog, pode consultar as escolhas de alguns convidados, indicar as suas, comentar, debater e até votar. Ajude-nos a chamar a atenção para o que está mal.
.Aberrações recentes

. Quarteira vence “As Grand...

. "O meu estádio é bonito"

. André Sardet

. Arons de Carvalho

. Paulo Andrade

. Adolfo Luxúria Canibal

. Fernando Negrão

. "Ninguém mexe no ninho"

. Leonel Moura

. Anthímio de Azevedo

. Miguel Relvas

. Polémico e estranho "piri...

. Isaltino Morais

. Teresa Caeiro

. Carlos do Carmo

.Arquivos
.tags

. todas as tags

.Outros locais pouco recomendáveis
Website Counter
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007
Prédio Coutinho

Este edifício já é o cartão de visita de Viana do Castelo, pelo bem ou pelo mal.

As posições divergem. Há quem queira vê-lo demolido, mas há quem nem sequer queira ouvir falar dessa hipótese. O prédio de 13 andares está situado no centro histórico da cidade e foi construído na segunda metade dos anos 70.

Quando José Sócrates era Ministro do Ambiente do governo de António Guterres considerou o Coutinho um "cancro e um aborto arquitectónico", sendo por isso urgente demoli-lo. Mas  Durão Barroso e Pedro Santana Lopes, nos seus governos, recusaram o derrube por razões financeiras ( a sua implosão seria muito dispendiosa, além de não ter financiamentos comunitários).

Com José Sócrates de volta, agora como primeiro-ministro, a polémica também voltou. O caso está em Tribunal. Os cerca de 300 moradores não querem a demolição, nem acordo nenhum que a implique, têm-se protegido através de providências cautelares e o impasse está criado.

Mas não são apenas os moradores do edifício que o defendem. Críticos também questionam se o Estado deve gastar dinheiro por causa de um choque estético, demolindo uma propriedade privada. Caso o Estado consiga ir avante coloca-se outra questão, também ela financeira: os moradores desalojados terão que ser realojados e, dado que são pessoas de classe média alta e alta, esse realojamento não será para casas de projectos sociais, mas ao nível que eles exigem.

Manter o Coutinho como está representa dor de cabeça às vistas mais sensíveis, demoli-lo dá dor de cabeça a essas mesmas vistas.

Esta pode ser uma aberração que sendo tão fácil eliminar talvez seja preferível manter.

publicado por talequalmente às 18:32
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Ega a 29 de Junho de 2007 às 00:03
Em Viana não faltam Aberrações!

Outra que tal é o monumento ao 25 de Abril, que recentemente lhe tiveram de cortar a corrente, por motivo que ainda não se sabe muito bem qual...

Cfr. imagem, ainda com a dita corrente, aqui:
http://www.cm-viana-castelo.pt/multimedia/fotos/
2006/estatuas/estatua_25_abril.jpg

Cumprimentos e continuaçãp de bom trabalho!

Comentar post

.Escolha. Debata. Vote!
.Não fique calado!
Faça perguntas difíceis. Apresente as aberrações que conhece. Discuta e faça sugestões. Disponha sempre do nosso mail: equipatalequal@sapo.pt
.Aberração da semana


"Apeadeiro" do Oriente
.Vídeos sugeridos por leitores


Cristo Rei
.Cidadão-Jornalista

Sónia Caldas é a cidadã jornalista que nos mostra as "escadas improvisadas" de Agualva.

"Viver na Alta de Lisboa" é o nome do blogue bem informado desta seman que diz tudo.

Praia da Rocha
Aeroporto da Ota
Quarteira
.Aberrações mais populares

Av. da Liberdade em Lisboa

Construção desordenada na Costa da Caparica
Quarteira
.Procure aqui a sua aberração preferida
 
.O último "Tal&Qual"


Clique para ampliar