.Bem-vindo a Portugal no seu pior
Portugal não é só um país de maravilhas. Anda por aí muita coisa a precisar de arranjo: nódoas urbanísticas, atentados ao ambiente, estradas perigosas, poluição, espécies ameaçadas, etc. O "Tal&Qual" conta consigo para apontar as aberrações a precisar de acção mais rápida. Neste blog, pode consultar as escolhas de alguns convidados, indicar as suas, comentar, debater e até votar. Ajude-nos a chamar a atenção para o que está mal.
.Aberrações recentes

. Quarteira vence “As Grand...

. "O meu estádio é bonito"

. André Sardet

. Arons de Carvalho

. Paulo Andrade

. Adolfo Luxúria Canibal

. Fernando Negrão

. "Ninguém mexe no ninho"

. Leonel Moura

. Anthímio de Azevedo

. Miguel Relvas

. Polémico e estranho "piri...

. Isaltino Morais

. Teresa Caeiro

. Carlos do Carmo

.Arquivos
.tags

. todas as tags

.Outros locais pouco recomendáveis
Website Counter
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007
O Pirilau

É assim que é conhecido, mas na verdade é um monumento em homenagem ao 25 de Abril.

Nele estão representados um tanque rectangular, um cravo e um totem enorme do qual jorra água. Em relação ao tanque e ao cravo creio que não há quem se oponha, afinal foram essas as armas usadas pelos revolucionários de Abril.

Talvez deva questionar-se o totem. Um objecto que nada tem que ver com a cultura portuguesa, mas que João Cutileiro entendeu que devia estar associado a um dos momentos mais importantes da História do País.

No Parque Eduardo VII desde 1997, o "pirilau" intriga muita gente e fere os olhos a boa parte dos que por ali passam. Uns acanham-se e não são capazes de definir a obra, outros não têm meias medidas, falam mesmo o que a imagem lhes sugere por isso o Monumento ao 25 de Abril há muito perdeu essa designação. Para António Cunha Vaz, por exemplo, é "um desastre de todos os pontos de vista".

Sobre o Totem...


«Totem é uma palavra dos Peles Vermelhas e designa simplesmente o “Brasão” ou as “Armas” que a família o traz. O “Brasão” era pintado ou cravado na maioria dos objectos usados pelo proprietário.

As famílias dos Peles Vermelhas da América mandavam esculpir os seus Totens, quando podiam. Geralmente, eram altos pilares ou postes de cedro admiravelmente trabalhados. O “Brasão” ficava no elmo e em geral era um animal selvagem, ave ou peixe.

Os índios tinham-no como talismã e acreditavam que velava por eles e os protegia.» in Wikipédia



publicado por talequalmente às 14:05
link do post | comentar | favorito
.Escolha. Debata. Vote!
.Não fique calado!
Faça perguntas difíceis. Apresente as aberrações que conhece. Discuta e faça sugestões. Disponha sempre do nosso mail: equipatalequal@sapo.pt
.Aberração da semana


"Apeadeiro" do Oriente
.Vídeos sugeridos por leitores


Cristo Rei
.Cidadão-Jornalista

Sónia Caldas é a cidadã jornalista que nos mostra as "escadas improvisadas" de Agualva.

"Viver na Alta de Lisboa" é o nome do blogue bem informado desta seman que diz tudo.

Praia da Rocha
Aeroporto da Ota
Quarteira
.Aberrações mais populares

Av. da Liberdade em Lisboa

Construção desordenada na Costa da Caparica
Quarteira
.Procure aqui a sua aberração preferida
 
.O último "Tal&Qual"


Clique para ampliar