.Bem-vindo a Portugal no seu pior
Portugal não é só um país de maravilhas. Anda por aí muita coisa a precisar de arranjo: nódoas urbanísticas, atentados ao ambiente, estradas perigosas, poluição, espécies ameaçadas, etc. O "Tal&Qual" conta consigo para apontar as aberrações a precisar de acção mais rápida. Neste blog, pode consultar as escolhas de alguns convidados, indicar as suas, comentar, debater e até votar. Ajude-nos a chamar a atenção para o que está mal.
.Aberrações recentes

. Quarteira vence “As Grand...

. "O meu estádio é bonito"

. André Sardet

. Arons de Carvalho

. Paulo Andrade

. Adolfo Luxúria Canibal

. Fernando Negrão

. "Ninguém mexe no ninho"

. Leonel Moura

. Anthímio de Azevedo

. Miguel Relvas

. Polémico e estranho "piri...

. Isaltino Morais

. Teresa Caeiro

. Carlos do Carmo

.Arquivos
.tags

. todas as tags

.Outros locais pouco recomendáveis
Website Counter
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2007
APL torna Tejo invisível

Por Tânia Reis Alves

 No Cais do Sodré, mesmo frente ao Tejo, ergue-se pouco a pouco aquela que é a quinta aberração mais votada na iniciativa do "T&Q". Os lisboetas parecem concordar com a classificação.

 

À medida que nos aproximamos da praça do Cais do Sodré, em Lisboa, a nuvem de pó que é o terror dos danos dos carros aí estacionados, vai ganhando forma. Será aí, entre o Tejo e a cidade, no terreno da Ribeira das Naus, que até ao final do ano irão nascer os já famosos edifícios onde passarão a estar sediadas a Agência Europeia de Segurança Marítima, o Observatório Europeu de Droga e Toxicodependência e o Centro de Informação Europeia Jacques Delors. É este conjunto de três edifícios, cuja construção  está a cargo da Administração do Porto de Lisboa (APL), que várias personalidades contactadas pelo "T&Q" para o passatempo "As Sete Grandes Aberrações" classificaram como um "mamarracho".

A obra, assinada pelo arquitecto Manuel Tainha (ausente do País em férias), não é, na verdade, indiferente áqueles cujo dia-a-dia se cruza com as paragens de autocarro, o cais, os quiosques antigos e os candeeiros de ferro do Cais do Sodré. Júlia Durão trabalhou no "Cais da Ribeira", um dos restaurantes em frente ao rio, durante 17 anos. Agora mudou-se para o estabelecimento ao lado, "O Guarda-Rio", e enquanto varre o chão daesplanada, que começa preparada para os almoços, vai dizendo o que pensa sobre os prédios que vão nascendo do outro lado da praça: "É uma aberração agora, mas quando estiver pronto vai ficar engraçado. Aberrações são os carros estacionados mesmo em frente ao rio e este podre do Cais do Sodré."

Pensamento diferente de Júlia Durão tem o colega de profissão Francisco Chalaça, que (..) confessa: "O prédio tira a vista do rio e as pessoas vêm para aqui justamente para ver o Tejo. Aliás, todo o Cais do Sodré é uma aberração, com as pedras soltas dos passeios, o jardim abandonado, sem uma fonte, uma casa-de-banho, com este buracos na estrada."

(...)

A verdade é que, votações à parte, os prédios já se vão erguendo indiferentes ao escerdeado do Tejo de Agosto ou às fachadas e comijas de mármore do outro lado da avenida. Manuel Frasquilho, presidente do conselho de administração da APL, recusa responsabilidades naquilo que parece ser uma inevitabilidade arquitectónica. "É claro que tenho a minha opinião como cidadão, mas quando cheguei à APL, a União Europeia, o Foverno e a Câmara de Lisboa já tinham decidido instalar aqui as agências. A mim só me restava pôr os edifícios de pé."

(..)

Já o euro-deputado Vasco Graça Moura defende: "Aquela zona deveria ser protegida e não ter mais construção. Devia preservar-se a relação com o rio, a compenente hisórica e estética do Cais do Sodré."


publicado por talequalmente às 09:57
link do post | comentar | favorito
.Escolha. Debata. Vote!
.Não fique calado!
Faça perguntas difíceis. Apresente as aberrações que conhece. Discuta e faça sugestões. Disponha sempre do nosso mail: equipatalequal@sapo.pt
.Aberração da semana


"Apeadeiro" do Oriente
.Vídeos sugeridos por leitores


Cristo Rei
.Cidadão-Jornalista

Sónia Caldas é a cidadã jornalista que nos mostra as "escadas improvisadas" de Agualva.

"Viver na Alta de Lisboa" é o nome do blogue bem informado desta seman que diz tudo.

Praia da Rocha
Aeroporto da Ota
Quarteira
.Aberrações mais populares

Av. da Liberdade em Lisboa

Construção desordenada na Costa da Caparica
Quarteira
.Procure aqui a sua aberração preferida
 
.O último "Tal&Qual"


Clique para ampliar